julho 23, 2024

Atibaia Connection

Encontre todos os artigos mais recentes e assista a programas de TV, reportagens e podcasts relacionados ao Brasil

Putin discutiu a guerra na Ucrânia com o comandante do Wagner, Troshe

Putin discutiu a guerra na Ucrânia com o comandante do Wagner, Troshe

O presidente russo, Vladimir Putin, encontra-se com Andriy Droshev, ex-comandante da força mercenária Wagner, e com o vice-ministro da Defesa, Yunus-Pek Yevkurov, em 28 de setembro de 2023, em Moscou, Rússia. Sputnik/Michael Metzel/Pool via REUTERS Obtenha direitos de licença

  • Putin encontra-se com ex-comandante do Wagner
  • Putin saudou Troshe como um líder em potencial
  • Kremlin: Droshev trabalha no Ministério da Defesa
  • Putin fala sobre unidades voluntárias lutando na Ucrânia
  • Exército Britânico: caças Wagner podem ser redistribuídos

MOSCOU (Reuters) – O presidente russo, Vladimir Putin, se reuniu nesta sexta-feira com um dos ex-comandantes da força mercenária Wagner para discutir a melhor forma de usar “unidades voluntárias” na guerra na Ucrânia.

A reunião sublinhou a tentativa do Kremlin de mostrar que o governo tem agora controlo sobre o grupo mercenário após a fracassada revolta de Junho do seu chefe Yevgeny Prigozhin, que foi morto juntamente com outros comandantes seniores num acidente de avião em Agosto.

Em uma reunião transmitida pela televisão estatal no Kremlin, Putin ligou para o ex-comandante do Wagner, Andrei Troshev, apelidado de “Sedoi” ou “Cabelos Grisalhos”.

O Kremlin disse que a reunião ocorreu na noite de quinta-feira. Sentado muito perto de Putin estava o vice-ministro da Defesa, Yunus-Pek Evkurov, que viajou nos últimos meses para muitos dos países onde os mercenários Wagner serviram.

Dirigindo-se a Troshev, Putin disse que falaram sobre como “na zona de operações militares especiais, acima de tudo, existem unidades voluntárias capazes de realizar diversas tarefas de combate”.

“Vocês lutam nessa divisão há mais de um ano”, disse Putin. “Você sabe o que é, como é feito e conhece os problemas que devem ser resolvidos antecipadamente, para que o trabalho de guerra continue da melhor e mais bem sucedida maneira”.

READ  Taylor Swift planeja levar seus pais para um jogo dos Eagles contra o Chiefs

Putin também disse que queria falar sobre o apoio social aos envolvidos nos combates.

Troshev é mostrado ouvindo Putin, inclinando-se para frente e balançando a cabeça, com o lápis na mão. Seus comentários não são mostrados.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse à agência de notícias RIA que Troshev agora trabalhava no Ministério da Defesa.

O motim de Prigozhin em 23 de junho fracassou e o destino de Wagner permaneceu incerto desde sua morte em 23 de agosto, após a qual Putin ordenou que a milícia de Wagner assinasse um juramento de lealdade ao governo russo, ao qual Prigozhin e muitos de seus homens se opuseram.

O jornal russo Kommersant informou que Putin sugeriu que Troshev substituísse Prigozhin dias após o motim de Wagner.

Um retorno a Wagner?

A reunião de Putin no Kremlin indicou que os remanescentes de Wagner seriam agora supervisionados por Troshev e Yevkurov.

Wagner, que já teve dezenas de milhares de homens, ficou mais conhecido por capturar a cidade ucraniana de Bagmut na batalha mais sangrenta da guerra. Após a queda de Pakmut, as divisões de Wagner retiraram-se da Ucrânia.

Alguns dos combatentes do Wagner se inscreveram para servir nas forças armadas russas formais e muitos se mudaram para diferentes empresas militares privadas (PMCs), disseram fontes russas à Reuters.

A inteligência militar britânica disse que centenas de combatentes anteriormente associados a Wagner podem ter começado a ser transferidos para a Ucrânia como parte de várias unidades.

“A situação exata do pessoal realocado não é clara, mas os indivíduos podem ter sido transferidos para unidades oficiais do Ministério da Defesa russo e outras PMCs”, disse a inteligência militar britânica.

Troshev, um veterano condecorado das guerras russas no Afeganistão e na Chechênia e ex-comandante da força de reação rápida SOBR do Ministério do Interior, nasceu na cidade natal de Putin, São Petersburgo, e foi fotografado com o presidente.

READ  Kim Kardashian está 'feliz' e 'tranquila' com Pete Davidson

Ele foi premiado com o Herói da Rússia, a medalha mais alta da Rússia, em 2016, por seu papel no ataque a Palmira, na Síria, contra militantes do Estado Islâmico.

Relatado pela Reuters; Edição de Guy Falconbridge

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Obtenha direitos de licençaAbre uma nova aba

Como chefe do escritório de Moscou, Guy dirige a cobertura da Rússia e da Comunidade de Estados Independentes. Antes de Moscou, Guy dirigiu a cobertura do Brexit como chefe do escritório de Londres (2012-2022). Na noite do Brexit, a sua equipa apresentou um dos sucessos históricos da Reuters: divulgar primeiro a notícia do Brexit ao mundo e aos mercados financeiros. Guy se formou na London School of Economics e começou sua carreira como estagiário na Bloomberg. Ele passou mais de 14 anos cobrindo a antiga União Soviética. Ele fala russo fluentemente. Contato: +447825218698