fevereiro 23, 2024

Atibaia Connection

Encontre todos os artigos mais recentes e assista a programas de TV, reportagens e podcasts relacionados ao Brasil

O show da noite de abertura da ‘Eras ​​​​Tour’ de Taylor Swift emociona os fãs

O show da noite de abertura da ‘Eras ​​​​Tour’ de Taylor Swift emociona os fãs

Jennifer Gamez e Kelly Marsali eram estranhas até um encontro casual no AMC Lincoln Square 13 na noite de sexta-feira. Enquanto um subia e o outro descia o elevador em um dos cinemas mais movimentados de Nova York, eles trocaram pulseiras da amizade para comemorar o fato de estarem entre os primeiros a ver o filme-concerto “Taylor Swift: The Eras Tour”.

“Fiquei impressionado com a escolha da pulseira e com a camisa de gato”, diz Gamez, 33 anos. “É disso que se trata com Taylor Swift”, acrescenta Marsali, 53, vestindo um terno rosa inspirado em “Lover” sobre uma camiseta com estampa de gato. “Ela reúne todas as idades, todas as origens, todas as personalidades diferentes.”

Não há nada que os Swifties possam perder na sala, provavelmente decorada com tons pastéis, glitter e camisetas de shows. Dentro do saguão, a energia era palpável quando novos amigos tiravam fotos uns dos outros e velhos amigos tiravam selfies com adesivos. Graças ao apelo global de Swift, seu filme-concerto – que documenta a turnê recorde de três horas da estrela pop – tornou-se o evento cinematográfico do outono. Com US$ 100 milhões em vendas antecipadas de ingressos em todo o mundo, a “Eras Tour” deverá ter um dos maiores finais de semana de abertura do ano. Chega aos cinemas não apenas como um blockbuster, mas como um evento cultural completo.

“Isso é algo que não víamos há muito tempo”, diz Jeffrey Ramirez, funcionário da AMC Theatres que estava escaneando os ingressos na noite de sexta-feira. “Tivemos um Oppenheimer”, acrescenta ele, referindo-se ao popular filme duplo deste verão, Barbie e Oppenheimer. Mas este é um tipo diferente de excitação. “Todo mundo estava dançando nos teatros e cantando músicas na fila.”

READ  Jennifer Lopez surpreende com um sutiã prateado ousado ao lado de Eva Longoria e Alexandra Daddario enquanto as estrelas dirigem para o evento Women In Hollywood da ELLE

Até a equipe participa da diversão. “Um convidado me deu uma pulseira da amizade, o que é ótimo para um homem que não sabe muito sobre Swift”, diz Ramirez, que respondeu pelo menos uma dúzia de perguntas em oito minutos sobre a disponibilidade de baldes de pipoca de marca. “Temos casa cheia a noite toda.”

Muitos espectadores escolheram a localização da AMC no Upper West Side porque apresentava uma das maiores telas Imax do país. Como quis o destino, o nome artístico vem tão carregado digitalmente quanto qualquer coisa no mundo de Swift. “Odeio dizer isso, mas Lincoln Square 13“, diz Marsali, enfatizando o número da sorte da estrela pop. Outra coincidência engraçada: o auditório IMAX é (você adivinhou) o Teatro nº 13.

Os fãs tratam a experiência teatral como mais uma parada (menos cara) de sua turnê esgotada. Em vez de impor estritamente regras de não falar ou enviar mensagens de texto, os artistas – por sugestão de Swift – incentivam o público a cantar, dançar e até mesmo gravar vídeos de toda a diversão no palco.

“Estou tão animado porque estou suando”, diz Cody Haney, 27 anos. “Eu amo tanto isso, é meio assustador”. Ele já assistiu ao show duas vezes, mas ele e seu amigo Alexis Neuville, 27 anos, estão ansiosos para reviver a experiência com uma visão melhor. “Minhas cadeiras eram muito altas, então eu não conseguia ver muitas das expressões faciais dela”, diz Nouvel.

Ela está ansiosa para se lembrar do show desta vez. “Eu meio que desmaiei [from excitement] “Quando você está em turnê”, ela diz. “Então é ótimo vê-lo de volta em um banco com pipoca.”

READ  Quando e onde assistir à extravagância

Lekitha Yeragontla, 21 anos, sentiu uma forte vontade de assistir ao filme no primeiro dia, apesar de ter participado de várias noites do “Eras Tour” no MetLife Stadium, em Nova Jersey. “Eu não queria ver spoilers”, diz ela. “Ela está falando sobre isso na sexta-feira, dia 13, por algum motivo. Então, eu vou na sexta, dia 13.”

Para alguns cinéfilos, a noite de estreia é a primeira de muitas viagens planejadas para ver “Eras Tour” na tela grande. Jared Bass, 25 anos, comprou ingressos para três shows (quinta, sexta e sábado) somente neste fim de semana. Ele admite que, embora não haja nada como a experiência real do concerto, ele pode ficar agradavelmente surpreso com a atmosfera do teatro. “Ele estava cheio de alegria e felicidade”, diz Bass, que trouxe 83 pulseiras de amizade caseiras para trocar com outros Swifties.

“É bom assistir ao filme? Sim”, diz ele. “Mas foi a atmosfera que me trouxe de volta.”