junho 30, 2022

Atibaia Connection

Encontre todos os artigos mais recentes e assista a programas de TV, reportagens e podcasts relacionados ao Brasil

Apple pode bater com chips M2 contra o Microsoft Windows

O CEO da Apple, Tim Cook (R) olha para o laptop MacBook Air recém-redesenhado durante a WWDC22 no Apple Park em 06 de junho de 2022 em Cupertino, Califórnia. O CEO da Apple, Tim Cook, inicia a Conferência Anual de Desenvolvedores WWDC22.

Justin Sullivan | Imagens Getty

Maçã Os novos laptops anunciados na segunda-feira, que incluem os chips internos de próxima geração da fabricante do iPhone, representam novos desafios Microsoft Negócio lucrativo do Windows.

Desde que a Apple começou a vender Macs equipados com seus processadores M1 domésticos no final de 2020, os negócios de computadores da empresa vêm se acelerando. No início desta semana, a Apple apresentou o M2, o novo MacBook Air e o MacBook Pro de 13 polegadas.

O novo chip terá 25% mais transistores e 50% mais largura de banda que o M1.

Mikako Kitakawa, pesquisadora do Gartner, uma empresa de pesquisa de tecnologia, disse que a Apple poderia continuar sua participação de mercado com a arquitetura M2. Gardner estima que, até 2021, a Apple deterá 7,9% das exportações globais de PCs por meio do sistema operacional, com o Windows controlando 81,8%. A empresa espera que a participação da Apple suba para 10,7% até 2026, já que a participação do Windows cai para 80,5%.

Kitakawa disse que uma previsão atualizada de que o desempenho da Apple seria forte nas próximas semanas estava chegando.

O negócio de Mac da Apple foi revivido com novos dispositivos Intel. O primeiro MacBook Air foi lançado no ano passado, seguido por modelos atualizados de laptops iMac, Mac Mini e MacBook Pro, e um modelo mais novo para usuários avançados chamado Mac Studio.

Os dispositivos mais novos da Apple têm maior duração da bateria do que seus equivalentes mais antigos baseados em Intel e têm amplo poder de processamento.

READ  Taiwan perdeu a Nicarágua como aliada conforme as tensões com a China aumentaram

As vendas estão disparando. Os negócios de Mac da Apple cresceram 23% no ano fiscal de 2021, atingindo mais de US$ 35 bilhões em vendas. Dentro trimestre de março, as vendas de Mac aumentaram mais de 14%, o que está crescendo mais rápido do que outros tipos de hardware da Apple. CEO da Apple Tim cook Em abril, os analistas disseram: “A incrível resposta dos clientes aos nossos Macs equipados com M1 levou a um aumento de 15% ano a ano na receita, apesar das restrições de distribuição”.

Esta não é uma grande notícia para a Microsoft.

A maior parte da receita do Windows da Microsoft vem das licenças que vende Dell, HP, Lenovo e outros fabricantes de dispositivos. Isso representa 7,5% da receita total da Microsoft e quase 11% do lucro bruto, escreveram analistas do Morgan Stanley liderados por Keith Weiss em nota nesta semana.

Brad Brooks, CEO da start-up de segurança cibernética, disse que “a Microsoft está perdendo participação de mercado por causa de muito controle de preços”. Enquete E vice-presidente corporativo do Windows Consumer Business da Microsoft.

A maior parte da receita dos fabricantes de dispositivos com licenças do Windows vem de clientes empresariais. Brooks descobriu que a Apple vem progredindo entre os consumidores e que, em seus nove anos na Microsoft, houve uma correlação positiva entre o uso do consumidor e o que está acontecendo no trabalho.

“Uma vez que começam a usar produtos diferentes em seu ambiente doméstico, é mais provável que emulem esse ambiente em seus sistemas profissionais”, disse Brooks, referindo-se aos líderes corporativos que tomam decisões de compra de tecnologia.

READ  Mercados de ações globais sobem, dados de inflação de rendimentos do Tesouro caem

Brooks disse que mudou para o Mac como seu principal computador em 2017 e quer um motor M2 no futuro. Os cerca de 150 funcionários de sua empresa usam Macs como seus computadores principais, disse ele.

As empresas demoraram a aceitar os PCs M1 da Apple devido a preocupações de que os principais aplicativos podem não ser compatíveis. Mas AdobeKitakawa disse que a Microsoft e outros desenvolvedores gradualmente criaram suas próprias versões do software para seus dispositivos e agora esperam que a adoção corporativa cresça.

Patrick Moorehead, CEO da Moore Intelligence and Strategy, uma empresa de pesquisa industrial, disse que os PCs com Windows podem eventualmente ter duração de bateria e desempenho compatíveis com os Macs mais recentes da Apple. Entre os fabricantes de chips que eles usam, Moorehead disse: “Está mais próximo agora entre a Apple e a AMD do que entre a Apple e a Intel”.

A Apple tem outras alavancas para puxar, no entanto, pode fornecer computadores mais baratos. Moorehead imagina um MacBook SE que custará US$ 800 ou US$ 900 em relação ao seu preço inicial de US$ 1.199. O próximo M2 MacBook Air da Apple. O iPhone SE será o mesmo que a Apple fez com o iPhone econômico Falta Algumas novas atualizações de smartphones da empresa.

“O MacBook SE a um preço muito baixo atrapalharia muito o Windows”, disse Moorehead.

A Microsoft não respondeu a um pedido de comentário.

– Kif Leswing da CNBC contribuiu para este relatório.

Ver: Goldman Hall anuncia chip M2, o serviço de pagamento posterior da Apple como os anúncios mais importantes da WWDC da Apple