fevereiro 23, 2024

Atibaia Connection

Encontre todos os artigos mais recentes e assista a programas de TV, reportagens e podcasts relacionados ao Brasil

Um cemitério contendo centenas de relíquias antigas descobertas na China

Um cemitério contendo centenas de relíquias antigas descobertas na China

Uma tumba bem preservada com mais de 2.000 anos foi descoberta recentemente na China. A Academia Chinesa de Ciências Sociais informou em comunicado na quarta-feira que mais de 600 artefatos foram descobertos.

O Instituto de Relíquias Culturais e Arqueologia de Chongqing informou que a tumba remonta claramente ao início da Dinastia Han Ocidental, no distrito de Wolong, em Chongqing, marcando a primeira vez que um número tão grande de relíquias antigas foi encontrado na área.

Segundo o líder arqueológico do projeto, Huang Wei, foram descobertos vários túmulos que datam da Dinastia Han às Seis Dinastias, período que se estende de 206 a.C.. Até 589 DC.

No entanto, a tumba intacta chamada “Tumba Nº 1 de Guangqu da Dinastia Han Ocidental” é a descoberta mais importante, de acordo com Wei. Segundo o instituto, os pesquisadores confirmaram que a descoberta remonta ao segundo ano do reinado do imperador Hui da dinastia Han, 193 a.C., estabelecendo uma linha do tempo.

Instituto de Relíquias e Relíquias Culturais de Chongqing


A tumba continha artefatos bem preservados, consistindo de ferramentas pintadas, ferramentas de madeira, bambu, cerâmica, bronze e têxteis, segundo o comunicado.

Instituto de Relíquias e Relíquias Culturais de Chongqing


A Academia Chinesa de Ciências Sociais disse que pode-se inferir que o proprietário da tumba era um oficial de alto escalão devido à forma e às características da tumba e de outros objetos descobertos. Artefatos como a espada de jade mostram o status proeminente do dono da tumba, segundo especialistas.

Instituto de Relíquias e Relíquias Culturais de Chongqing


READ  Índia não mostra sinais de desaceleração na compra de petróleo russo