No dia 16 de maio a Rede de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes de Bragança Paulista (SP) terá uma capacitação, visando fortalecer o seu funcionamento no município. A capacitação, com o consultor Luciano Betiate, tem o apoio dos projetos comunitários desenvolvidos no município, como parte do Fundo Comunidade em Rede.

A capacitação será realizada no Núcleo de Apoio ao Professor e ao Aluno (NAPA), dois dias antes de uma data que anualmente mobiliza todas as organizações envolvidas com a defesa de direitos de crianças e adolescentes. No dia 18 de maio é lembrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

O evento tem apoio dos projetos Teia e Fala Comunidade. São os projetos apoiados em Bragança Paulista pelo Instituto Arcor Brasil, como parte do Fundo Comunidade em Rede. O objetivo do Fundo é fortalecer as organizações de base parceiras e contribuir para a construção de projetos territoriais coletivos.

Responsável pela capacitação, o consultor Luciano Betiate é um dos nomes mais conhecidos no Brasil em temas relacionados à defesa de direitos de crianças e adolescentes. Mais de 220 municípios em todo país já tiveram capacitações ministradas por ele, que é autor de vários livros, como “Conselho Tutelar: liberte-se!” Ele é autor da maior bibliografia no Brasil sobre Conselhos Tutelares, atores fundamentais na Rede de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes.

Na capacitação, Betiate abordará temas como Violência doméstica; Violência contra crianças e adolescentes; Violência contra o idoso e a mulher; Pedofilia, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes; Crianças, adolescente e ato infracional; Atribuições do Conselho Tutelar; Atribuições do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do adolescente; Estatuto da Criança e do Adolescente.

O Fundo Comunidade em Rede é resultado de parceria entre a Inter American Foundation (IAF), dos Estados Unidos, e seis membros do Bloco Brasil da RedEAmérica, inclusive o Instituto Arcor Brasil, que é gestor financeiro do Fundo. No total são onze projetos apoiados, em quatro estados, no período 2014-2016. Além do Projeto Fala Comunidade e Projeto Teia, o Instituto Arcor Brasil apoia o Projeto Maré Alta, em Ubatuba.

.
.

Fonte: campograndenoticias