O Museu Olho Latino apresenta a exposição “Atibaia Gravura”, composta por obras de 5 artistas, de 20 de outubro a 20 de novembro, mostrando aspectos de artistas residentes na cidade. “Atibaia Gravura” é uma amostra coletiva com artistas consagrados que apresentam estilos distintos e significativos. Participam da mostra os seguintes artistas: Euclides Sandoval, Glenn Hamilthon, Inácio Rodrigues, Joaquim Gimenes Salas e Márcio Zago.

Gravura de Inácio Rodrigues

Para o curador Paulo Cheida Sans essa exposição é muito importante por registrar o potencial da arte da gravura na cidade de Atibaia.

Sobre os artistas:

Euclides Sandoval é natural de Franca, SP (1935). Formado em Filosofia – USP (1970). Especialista em Arte: Ensino e Produção / PUC – Campinas (1999). Membro da Association Internationale des Arts Plastiques – Maison de l’UNESCO (1971). Professor Universitário da Área de Artes de 1987 a 2010. Obras em acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de S. Paulo (MAC). Autor dos livros, entre outros, Cinema com Pipoca (ED. Garatuja), Ecos e Sombras (Ed. Garatuja) e Cadernos do Beiral (Ed. Câmara Clara).
Glenn Hamilthon é autodidata e iniciou sua carreira como fotógrafo, depois como arte-finalista e ilustrador na extinta revista Visão. O trabalho de Glenn é reconhecido internacionalmente e se caracteriza pela abordagem de temáticas sustentáveis e sociais. Cria prêmios, peças de design e objetos de cenas para as novelas da Rede Globo e SBT. Venceu concurso internacional para a criação de dois monumentos em homenagem ao Festival de Cultura Negra do Senegal na África e criou as esculturas “Union Africaine” e a “Expansion Africaine”, ambas em aço e com oito e cinco metros de altura respectivamente.

Inácio Rodrigues nasceu Acaraú, CE, em 1947. Começou a expor aos 11 anos. Sua primeira mostra individual aconteceu em 1959, iniciando uma carreira coroada de sucessivos êxitos, tendo participado da Bienal Internacional de São Paulo em várias ocasiões e de inúmeros Salões de Artes, como o do Rio de Janeiro e do Panorama de Arte Brasileira, realizado no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Expôs na II Bienal de Havana, em Cuba, na V Bienal Americana de Gravura no Chile e, como convidado, da IV Bienal de Arte Medelin, Colômbia, no Museu de Arte Moderna de Buenos Aires, Argentina e em muitos outros locais.

Joaquim Gimenes Salas (1936) nasceu em Valparaiso, SP, e viveu em Atibaia, SP, onde veio a falecer em 1983. Gimenes participou de importantes mostras como: XI Bienal Internacional de São Paulo; III Bienal del Grabado Latinoamericano, Porto Rico; Bienal Nacional, 1970 e 1976; II e IV Salão Paulista de Arte Contemporânea, SP; VIII Salão de Arte Contemporânea de Campinas; entre outras.

Márcio Zago é artista plástico de formação autodidata. Atua desde 1983 na defesa da expressão plástica da infância, através de ações em áreas como: marcenaria; artes plásticas, fotografias, desenho animado e história em quadrinhos. Desenvolve ainda trabalho como artista gráfico e programador visual para empresas e instituições. Coordena, juntamente com Élsie Monteiro da Costa, o Instituto de Arte e Cultura Garatuja em Atibaia, SP.

A realização da mostra é do Museu Olho Latino e Secretaria de Cultura e Eventos da Prefeitura de Atibaia.

Serviço:

Mostra: Atibaia Gravura.
Expositores: Euclides Sandoval, Glenn Hamilthon, Inácio Rodrigues, Joaquim Gimenes Salas e Márcio Zago.
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Período: 20 de outubro a 20 de novembro de 2015.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 09h às 17h.
Entrada gratuita.
Local: Museu Olho Latino – Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”.
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcez, 511 – Parque das Águas – Atibaia, SP.
Realização: Museu Olho Latino e Secretaria de Cultura e Eventos – Prefeitura da Estância de Atibaia.

Por: Luciene Sans – Assessoria de Imprensa  Museu Olho Latino