maio 19, 2024

Atibaia Connection

Encontre todos os artigos mais recentes e assista a programas de TV, reportagens e podcasts relacionados ao Brasil

Implacável, Salman Rushdie discute seu novo livro de memórias, “The Knife”.

Implacável, Salman Rushdie discute seu novo livro de memórias, “The Knife”.

Rushdie diz no livro: “Se não fosse por Henry e pelo público, eu não estaria sentado aqui escrevendo estas palavras”. “Naquela manhã de Chautauqua, encontrei o pior e o melhor da natureza humana, quase simultaneamente.”

A princípio não estava claro se ele sobreviveria.

“A gravidade dos ferimentos foi insana, como algo saído de um filme de terror”, disse Andrew Wylie, que representou o autor durante décadas. Rushdie permaneceu no hospital por aproximadamente dois meses. Mesmo depois de voltar para casa, ele teve sonhos vívidos e horríveis – com o duque de Gloucester ficando cego em “Rei Lear” e com a cena de abertura de “Um Chien Andalou”, de Luis Buñuel, em que uma nuvem flutuando pela lua se torna um lâmina de barbear cortando um olho. Ele tinha consultas médicas quase todos os dias e especialistas diferentes para cada parte do corpo afetada. “Todos tiveram que assinar os vários trabalhos de reparo”, disse ele.

Rushdie estava pensando em uma ideia para um romance antes do ataque. “Mas quando finalmente senti o suco começar a fluir novamente, abri o arquivo que tinha e parecia ridículo”, disse ele. “Ficou claro para mim que até lidar com isso, não seria capaz de escrever mais nada.”

“The Knife” é um livro profundo e íntimo, em contraste com um livro de memórias anterior, “Joseph Anton”, um livro de 2012 escrito na terceira pessoa, no qual o personagem central existia no mesmo nível que os coadjuvantes.

“Eu queria que parecesse um romance”, explicou Rushdie sobre o livro anterior. Mas “A Faca” é diferente. “Isto não é um romance. Quero dizer, quando alguém enfia uma faca em você, isso é muito pessoal. O primeiro é lindo”, disse ele.

READ  Como Phish transformou a esfera privada de Las Vegas no melhor visualizador de música