No último sábado (dia 12), São Paulo ganhou sua primeira “floresta de bolso”. Um grupo de voluntários plantou cerca de 80 mudas de árvores e arbustos, todos nativos da região, em canteiro na esquina da Avenida Hélio Pellegrino com a Rua Clodomiro Amazonas, na Vila Olímpia.

floresta1

“Nesse local, ficava a mata ciliar da beira do Rio Uberaba (hoje canalizado sob o asfalto da avenida), que será recriada pela primeira ‘Floresta de Bolso’ pública da cidade”, informa a jornalista Claudia Visoni, conselheira voluntária do Meio Ambiente da Subprefeitura de Pinheiros. “O plantio foi em esquema de mutirão durante a aula prática do curso de paisagismo ecológico que o botânico Ricardo Cardim ofereceu a convite do Conselho de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz (CADES) da Subprefeitura de Pinheiros”.

Apoiado pela Subprefeitura de Pinheiros, o evento teve a participação dos coletivos Novas Árvores por Aí e Muda Mooca. A empresa Farah Service, apoiadora da ação, será encarregada da manutenção do espaço.

floresta2

A Floresta de Bolso é uma técnica desenvolvida pelo botânico Ricardo Cardim. “Concentra grande biodiversidade e massa arbórea numa pequena área, e é uma solução ambiental importante para a cidade, pois combate ilhas de calor, umidifica e purifica o ar, preserva espécies vegetais nativas ameaçadas de extinção, resgata a biodiversidade local e fornece abrigo para polinizadores e pássaros”, diz Claudia. “Além disso, transformará um espaço que atualmente é árido num local agradável para a população frequentar.”

floresta3

floresta4

Fonte: Estadão