Encontro, que inicia nesta quinta-feira (31), discutirá as ações contínuas que devem ser realizadas para garantir um envelhecimento ativo

Atibaia é referência no bem-estar dos idosos e compreende que, com o aumento da longevidade e as modificações que decorrem desse processo, é necessário uma atenção especializada em relação à prevenção da saúde e à manutenção da capacidade funcional, levando a um envelhecimento bem- sucedido e com qualidade de vida.

Para impulsionar o desenvolvimento da temática envelhecimento ativo, envolvendo as questões de saúde-doença, Atibaia terá o “I Simpósio de Envelhecimento e Longevidade: Intervenções multidisciplinares no envelhecimento ativo”, no dia 1º de setembro. O evento é realizado pela Prefeitura da Estância de Atibaia/Coordenadoria Especial do Idoso, dentro do Programa Municipal Raimunda Moura para parkinsonianos.

No dia 31 de agosto, às 19h, acontece a abertura solene do simpósio, no Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”. Os participantes terão a oportunidade de assistir a uma palestra da Dra. Marília Louvison, graduada em Medicina, com mestrado e doutorado em Saúde Pública, atuante na área de políticas públicas e envelhecimento.

Também na noite de abertura, o Dr. Luiz Ramos, uma referência mundial no setor, ministra uma palestra com o tema “Políticas Públicas e Envelhecimento”. Ele é reconhecido pelo título de PhD pela Universidade de Londres, pós-doutorado em Harvard, com o primeiro estudo populacional com idosos no Brasil e por dirigir o Centro de Estudos do Envelhecimento, além de coordenar o Projeto Epidoso – primeiro estudo longitudinal com idosos residentes na área de captação do Centro de Referência para o Programa de Assistência à Saúde do Idoso (CRPAI).

A Coordenadoria do Idoso de Atibaia ressalta a importância do compartilhamento de informações sobre saúde na melhor idade, já que a população com mais de 60 anos vem crescendo constantemente no Brasil. O simpósio tem o objetivo de discutir o processo saúde-doença e as modificações de hábitos comportamentais da pessoa que envelhece e também ensinar familiares, profissionais e toda a sociedade sobre as especificidades da melhor idade.

Para proporcionar o envelhecimento ativo da população é necessário garantir continuamente oportunidades de cuidado com a saúde, participação na sociedade e segurança, na medida em que as pessoas ficam mais velhas. Por meio deste fenômeno é possível aumentar o potencial físico, social e mental, otimizando a qualidade de vida.

O “I Simpósio de Envelhecimento e Longevidade: Intervenções multidisciplinares no envelhecimento ativo” é destinado a estudantes e profissionais da saúde e os participantes receberão certificado no final do seminário.

simpósio envelhecimento

Confira a programação:

Quinta-feira, 31 de agosto
19h: Abertura Solene (aberta ao público)

20h: Palestrante – Dra. Marília Louvison
(Graduada em Medicina, mestrado e doutorado em Saúde Pública, docente da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e presidente da Associação Paulista de Saúde Pública)
Temática: Palestra Magna

Palestrante – Dr. Luiz Ramos
(PhD pela Universidade de Londres com o primeiro estudo populacional com idosos no Brasil, dirige o Centro de Estudos do Envelhecimento, coordena o Projeto Epidoso, livre-docente na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Temática: Políticas Públicas e Envelhecimento

Sexta-feira, 1º de setembro
7h30 às 9h: Credenciamento

9h às 9h50: Palestrante – Dr. Eli Cristiano Meneses
(Farmacêutico Bioquímico, Docente da USF, Diretor Regional da Seccional de Bragança Paulista do CRF-SP)
Temática: Cuidados farmacêuticos na Saúde do Idoso

9h50 às 10h10: Coffee Break

10h10 às 11h: Palestrante – Ms. Deolinda Fabietti
(Arteterapeuta, Gerontóloga e Membro Fundador e Diretora Gerente da AATESP)
Temática: Arteterapia e Envelhecimento

11h às 12h: Mesa Redonda
Palestrantes:
Dra. Adriana Aparecida Ferreira de Souza
(Psicóloga, pesquisadora na área do envelhecimento, docente na graduação e pós-graduação stricto sensu)
Dra. Vera Socci
(Psicóloga, Membro do Comitê de Ética em Pesquisa, docente na graduação e pós-graduação stricto sensu)
Dra. Elza Maria Tavares Silva
(Pedagoga, pós-doutora em Psicologia, pesquisadora na área do envelhecimento, atuando principalmente nos temas: avaliação de aproveitamento, compreensão da leitura, cuidadores de idosos e biblioterapia, docente na graduação e pós-graduação stricto sensu)
Temática: Psicologia na promoção do envelhecimento bem-sucedido

12h às 13h10: Almoço

13h10 às 14h30: Palestrante – Dr. Julio Cesar Moriguti
(Geriatra, Livre-Docência em Clínica Médica Geral e Geriatria da FMRP-USP, Diretor de Atividades Acadêmicas e de Pesquisas das Áreas Clínicas do Hospital Estadual de Ribeirão Preto)
Temática: É possível diagnosticar a Doença de Alzheimer com vinte anos de antecedência?

14h30 às 14h50: Coffee Break

14h50 às 15h50: Palestrante: Jolie Hanna Luba
(Psicóloga formada pela USP e Educadora Waldorf formada pela Casa de Cultura Três Fontes. Atualmente trabalha na Waldorf School of Atlanta. Facilita workshops e atendimentos individuais com foco em autoconhecimento e qualidade de vida, bem como luto e envelhecimento e é Co-facilitadora do workshop “Navigating the Emotional Journey of Parkinson’s Disease”)
Temática: A Família com Parkinson

15h50 às 17h: Mesa Redonda
Palestrantes:
Marcos Moura
(Fisiologista, Coordenador Especial do Idoso, Coordenador do Programa Atibaia Ativa e do Programa Raimunda Moura para Parkinsonianos)
Dra. Kátia Lousada Gouvêa
(Neurologista, pós-graduada em perícias médicas pela Universidade Gama Filho)
Dr. Luiz Arthur M. Nunes
(Geriatra pela UNICAMP-SP, especialista em saúde da família, médico do ambulatório de saúde do idoso e da Academia de Saúde da Prefeitura da Estância de Atibaia, médico emergencista da Santa Casa de Atibaia)
Dr. Marcos Abrantes Aguiar
(Médico especialista em Cirurgia Maxilo Facial. Atualmente médico regulador na Prefeitura da Estância de Atibaia)
Temática: Programa Raimunda Moura para Parkinsonianos: Anjos no Curso da Vida

Fonte: Prefeitura da Estância de Atibaia