Acontece neste sábado, dia 07 de dezembro, às 10h, a formatura da primeira turma de PLPs – Promotoras Legais Populares de Bragança Paulista. Movimento social exclusivo para mulheres, as PLPs buscam, por meio do conhecimento de direitos, a possibilidade de transformação da realidade e relações sociais de mulheres.

Foto: Reprodução

No decorrer do curso, que começou em abril, foram abordados os mais variados temas, como diversidade, direitos, família, políticas públicas, saúde, combate à violência de gênero e movimentos sociais.

Os encontros contaram com a presença de diversas palestrantes que puderam compartilhar suas vivências profissionais e pessoais às alunas: agente de saúde, doula, promotora, delegada, advogada, militantes do movimento negro e trans, assistente social, psicóloga, guardas municipais, entre outras.

Foto: Reprodução

As PLPs em Bragança Paulista fazem parte da Regional Campinas, coordenada por Magali Mendes, historiadora, militante do movimento negro e feminista e Coordenadora de Formação da Associação de Promotoras Legais Populares Cida da Terra de Campinas e Região, Promotora Legal Popular desde 1996.

Educadora ativista, pedagoga especializada e docente do ensino superior, Izilda é membro do Conselho Gestor da Fundação Casa Bragança, representante do Movimento Mulheres Negras do ESP, membro do Conselho Gestor da Rádio Comunitário “O Caminho”, representante da cultura afro-brasileira do CMPC – Conselho Municipal de Política Cultural, membro do Papo Sério, Membro do Conselho Municipal da Juventude, Promotora Legal Popular.

Imagem: Divulgação

O curso para formação de PLPs em Bragança Paulista contou com o apoio do Sindicato dos Bancários, que cedeu o espaço para os encontros e também para a formatura. Esta primeira turma a se formar homenageia uma de suas coordenadoras locais, Izilda Toledo.

Informações à Imprensa: Shel Almeida, Jornalista e Ass. de Comunicação

Deixe uma resposta