Três estudantes de um colégio de Atibaia-SP criaram um plicativo para monitorar e emitir alertas sobre possíveis enchentes. Alguns bairros do município têm alagamentos recorrentes.

Após três anos de estudos e muita pesquisa, os estudantes João Pedro Carpanezi, João Victor do Carmo e a Vanessa Silva colocaram em prática um projeto que pode ajudar moradores que enfrentam o problema em bairros como Jardim Brasil, Parque das Nações e Jardim Kanimar.

Foto: Reprodução

Com as fortes chuvas no verão, o rio Atibaia e o córrego do Piqueri costumam transbordar e causar transtornos nestes locais. Os adolescentes desenvolveram o protótipo de um mecanismo com sensor que pode ser instalado nas regiões que registram alagamentos frequentemente.

“O sensor emite uma sonda ultrassônica que, ao refletir na água, dá a distância da superfície até o sensor. Todas essas informações vão ser calculadas pelo cérebro do projeto, e consequentemente distribuídas para o site e o aplicativo. O aplicativo emite um alerta para que a população saiba se existe a probabilidade de ocorrer uma enchente naquele local”, conta João Pedro.

O projeto custou menos de R$ 350 e o baixo custo ajuda a viabilizar o projeto. “A instalação é muito simples. A estrutura é básica e os gastos são baixos. É uma satisfação enorme pensar que um projeto simples, que começou em sala de aula, pode ajudar a população”, ressalta Vanessa Silva.

Foto: Reprodução

Com o projeto, os estudantes conquistaram prêmios em eventos de tecnologia e o principal deles é o reconhecimento da Associação de Ciência e Engenharia de Yale, universidade que fica nos Estados Unidos.

Eles atualmente têm a intenção de fechar uma parceria com a prefeitura e a Defesa Civil para instalar um protótipo em escala real no córrego do Piqueri.

Fonte: G1.globo.com

Deixe uma resposta