Atibaia é referência na região com o atendimento no CRM (Centro de Referência da Mulher)

O grande problema da violência de gênero precisa ser discutido e combatido. Curso gratuito com o tema “Violência de Gênero” foi mais uma ferramenta utilizada para alavancar ainda mais a política pública de atendimento à mulher em Atibaia. O encontro aconteceu na manhã de quinta-feira (29) e reuniu 48 participantes integrantes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e do Centro de Referência da Mulher “Dirce Bellingeri” (CRM).

A violência contra a mulher não é um fato novo. Já a preocupação com a superação dessa violência como condição necessária para a construção de nossa humanidade é muito recente. Atualmente, não só as normas e leis, mas também, a ação policial e jurídica são utilizadas para proteger as vítimas e punir os agressores. A Lei Maria da Penha, um grande marco contra a violência, completa 11 anos no próximo mês de agosto.

01

Atibaia é considerada referência na região pelo nível dos serviços prestados, ainda mais com o objetivo de trabalhar a prevenção e combate à violência contra a mulher nos bairros mais distantes, por meio do “Programa Bem Estar Mulher – Cidadania e Qualidade de Vida”. O município também conta com a Coordenadoria Especial da Mulher, que abriga o Centro de Referência da Mulher “Dirce Bellingeri” (CRM) e o Conselho Municipal da Mulher (COMMATI).

O atendimento no CRM pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, na Rua Albertina Miele Pires, n° 161, Jardim Brasil (ao lado da Secretaria de Educação) ou pelo telefone (11) 4402-2716. Quem procura atendimento também pode ligar gratuitamente na Central de Atendimento à Mulher 180, um serviço que auxilia e orienta as mulheres vítimas de violência em todo o território nacional.

02

O curso de capacitação sobre violência de gênero foi desenvolvido pelo CRM, por meio da Coordenadoria Especial da Mulher, e é considerado mais uma maneira de discutir melhorias na política pública. O curso foi ministrado pela assistente social Maria Elisa dos Santos Braga, destacada como a primeira coordenadora do 1º Centro de Referência da Mulher do Brasil em São Paulo, a “Casa Eliane de Grammont”.

Além dos diversos membros da área de assistência social e proteção à mulher, o evento contou com a presença da titular da Coordenadoria Especial da Mulher, Georgina Piniano e da secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, Magali Basile.

03

Espaço Mulher

Mais um grande passo será dado em Atibaia com a instalação de uma sala especial para mulheres na Delegacia de Polícia Civil. Na próxima quinta-feira (6), será instalado o “Espaço Mulher” no prédio da Delegacia Titular de Atibaia (R. Alfredo André, nº 175, Jardim Brasil), criado especialmente para atender vítimas de violência de gênero.

A intenção é criar um espaço mais acolhedor onde a mulher possa aguardar o atendimento sem constrangimento, proporcionando dignidade na efetuação do Boletim de Ocorrência. A sala é resultado de uma parceria entre a Prefeitura  e a Polícia Civil de Atibaia.

Fonte: Prefeitura da Estância de Atibaia