No mês de outubro, o Edith Cultura traz a mostra “Cidade das Crianças”, voltada para crianças e educadores. A curadoria é de Fabiana Vasconcelos Barbosa e de Juan Cabello Arribas.

Neste domingo, dia 06 de outubro, às 19h30, o cineclube apresenta o filme “O Balão Vermelho”, de Albert Lamorisse. Na história, um garoto encontra um balão vermelho e passa a vagar pelas ruas de Paris apreciando a beleza. Mas a cada canto em que vai, ele se depara com adultos e bandos de crianças que fazem chacota de seu apego a um simples balão.

Imagem: Divulgação

Nos dias 08 e 09, terça e quarta, também às 19h30, acontece o curso “Cinema para crianças e jovens: os caminhos da imaginação” com Fabiana Vasconcelos Barbosa e Gisa Picosque. Voltado para jovens, adultos e educadores, o curso é gratuito e procura provocar o imaginário dos participantes para construir coletivamente uma narrativa e pensar em formas diferentes de fazer cinema para crianças.

Nas terças, dia 08 e 15 de outubro, às 14h, o Cine Garagem apresenta filmes em curta metragem que integraram a Mostra Infantil do DIA – Dia Internacional da Animação em edições anteriores da mostra anual.

Imagem: Divulgação

No sábado, dia 12, as 16h, a sessão de cineclube apresenta o filme “Meu Tio”, de Jacques Tati, com a participação do curador Juan Cabello Arribas em bate-papo pós exibição.

Nos domingos, dias 13, 20 e 27, sempre ás 19h30, serão exibidos os filmes “A Floresta das Esmeraldas”, de John Boorman, Wall-e, de Andrew Stanton e “A invenção de Hugo Cabret”, de Martin Scorsese, respectivamente. Na última sessão, a curadora Fabiana Vasconcelos Barbosa participa de bate-papo com o público.

Foto: Reprodução

E, no dia 28, às 19h30, para encerrar a programação de outubro, o Edith Cultura apresenta o 16º Dia Internacional da Animação, pelo 12º ano consecutivo em Bragança.

Toda a programação é gratuita com colaboração espontânea. O Edith Garagem fica na Rua Cel. João Leme, 229, em Bragança Paulista.

As ações de cineclube realizadas ao longo de 2019 pelo Cine Garagem
aconteceram graças ao apoio do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC) – edital que premiou iniciativas de fomento ao audiovisual no estado.

Imagem: Divulgação

Informações de: Shel Almeida, Jornalista e Assessora de Imprensa

Deixe uma resposta