CUIDADOS PARA EVITAR O DESAPARECIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO CARNAVAL

Adultos acompanhados dos menores devem evitar álcool; identificar os pequenos com crachá ou fitas auxilia no reencontro

As bandas e blocos, os desfiles das escolas de samba e outros eventos do Carnaval levam multidões às ruas do Brasil – incluindo menores de idade.

Nenhum problema: Carnaval também é para crianças e adolescentes brincarem, se divertirem.

Um alerta, porém, é indispensável: segundo a Fundação para a Infância e Adolescência (FIA) do Rio de Janeiro (órgão do governo estadual), nesta época cresce o número de meninos e meninas perdidas, ou até desaparecidas.

Por isso, a coordenadora da FIA, América Tereza, e a supervisora da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal, Ana Luiza Muller, reforçam orientações que, embora básicas, muitas vezes são ignoradas. Se seguidas podem, no entanto, evitar que a alegria do Carnaval seja substituída pela angústia e tristeza pelo desaparecimento de uma criança.

Algumas dicas são:

  • Identificar a criança, com uma fita ou crachá, com o nome dela, de um adulto responsável, e do contato (telefone, whatsapp, por exemplo). A recomendação é para sair de casa já com a identificação;
  • Estar com a criança sempre por perto;
  • Não deixar com pessoas estranhas;
  • Evitar beber. Segundo América Tereza, é comum pais exagerarem no álcool e relaxarem nos cuidados com as crianças;
  • De acordo com Ana Muller, com adolescentes os maiores problemas também têm ligação com a ingestão de bebidas alcóolicas;
  • Assim que notar o desaparecimento da criança, procurar um guarda municipal ou policial militar por perto

Mais detalhes estão nestas duas matérias da TV Brasil:

Fonte: www.redemacuco.com.br

Comentários

comentários

Menu
Atibaia Connection

Fique por dentro das novidades!

receba nossos artigos:

Send this to a friend