O Parque Municipal da Grota Funda (ou Parque do Itapetinga), situado em Atibaia, foi criado pela Lei Municipal 2.293, em 8/9/1988, com a intenção de proteger os exemplares da fauna e garantir sua evolução natural, além de conservar a vegetação e principalmente preservar os mananciais do local, a fim de garantir a qualidade da água que abastece algumas regiões.

Localizado na Serra do Itapetinga, com 250ha de área, conserva rica biodiversidade da Mata Atlântica. Atualmente existem no local cerca de 165 espécies de aves, 20 espécies de morcegos, 415 espécies diferentes de vegetação, uma rica variedade de macacos (sauás e bugios), além de inúmeros insetos e répteis. Há ainda 27 espécies de mamíferos de grande e médio porte, sendo que 23 deles são raros ou ameaçados de extinção.

São frequentes rastros deixados por onças-pardas. Espécies exclusivas da região (endêmicas) também estão presentes com a rã-grande-das-corredeiras, descoberta em 1994, pelos pesquisadores Ariovaldo Giaretta e Odair Aguiar Jr. Outro endemismo marcante é a cactácea Rypsalis spinescens, citada pelo biólogo Sérgio Meirelles, em 1996.

O parque possui vegetação formada por matas secundárias, com afloramentos rochosos de diversos tamanhos.

Devido à elevada destruição de grande parte da mata atlântica, a importância de fragmentos florestais como a do Parque do Itapetinga tem se destacado. Sua diversidade de fauna e flora é significativa.

A diretoria do parque preocupa-se em manter a vegetação bem cuidada, aumentando o interesse por visitas monitoradas e a exploração da área para pesquisa. Muitos projetos ligados à natureza já foram desenvolvidos naquela região, como teses de mestrado e doutorado. Existem alguns projetos em andamento relacionados à Entomologia e Ornitologia.

O parque conta com a ajuda desses estudos para analisar detalhadamente a situação das plantas e animais que habitam a região, a fim de reverter alguns problemas, como o isolamento da área, a especulação imobiliária e o progressivo processo de degradação, que acaba por reduzir a biodiversidade desses ambientes.

Outro atrativo do parque são as antigas captações de água, que alimentavam a cidade de Atibaia. Hoje as nascentes da Serra do Itapetinga contribuem para o abastecimento das Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI) do Piracicaba/Capivari/Jundiaí e a UGRHI do Alto Tietê.

Também merece destaque a Capela de Santo Antônio, com quase 200 anos de construção, que recebe visitantes até os dias de hoje.

Os roteiros disponíveis para visita, com agendamento prévio e acompanhamento de monitores do parque são: Trilha do Lajeado, 2.300m, duração de 2h30 e nível de dificuldade médio; Trilha Grota Funda, 4.700m, duração de 4h30 e nível de dificuldade médio; Trilha Histórica, 3.700m, duração de 4h e Nível de Dificuldade Fácil; e Trilha Pedra Grande, 7.400m, duração de 8h30 e Nível de Dificuldade Alto. Os agendamentos podem ser feitos pelo telefone (11) 7516-3656.

Como chegar: Parque Municipal Grota Funda, s/n, Bairro Itapetinga.

Reprodução: www.al.sp.gov.br

Fotos: atibaiapedragrande.blogspot.com