Nesta quinta-feira, dia 06 de dezembro, a Casa Viva Piracaia dá início à mais uma semana recheada de cultura e entretenimento com a exibição do documentário “Terreiros do Brincar”, do projeto Território do Brincar, às 20h. O longa retrata a participação de crianças em grupos de manifestações populares em quatro estados brasileiros, e a sua relação com um brincar coletivo, inter-geracional e sagrado. O filme tem direção de David Reeks e Renata Meirelles e produção da Maria Farinha. A mostra tem curadoria de Leonil Júnior e apoio da VIDEOCAMP. A entrada é franca. 

Trecho do filme “Terreiros do Brincar”. (Reprodução)

Sexta, dia 07, a casa estará fechada para evento particular.

Sábado, dia 08, a partir das 21h30, tem show LET’S PLAY THAT, em que três integrantes da Trupe Chá de Boldo homenageiam Torquato Neto (1944-1972), poeta piauiense da Tropicália, gravado por Gal Costa, Nara Leão, Elis Regina, Nana Caymmi, Maria Bethania, Caetano Veloso. Durante a ditadura, publicava textos de resistência na coluna “geléia geral” editada no Jornal dos Sports; dirigiu os primeiros shows de artistas como Luiz Melodia; inventou a navilouca com o poeta Wally Salomão.

O show LET’S PLAY THAT (nome de uma canção em parceria com Macalé), realizado de maneira minimalista, com duas guitarras e voz, retoma as letras de Torquato, em especial, as que não foram identificadas ao repertório tropicalista. Desta maneira, direta e elétrica, Gustavo Galo (voz), Gustavo Cabelo (guitarra), Tomás Bastos (guitarra), apresentam um show de canções que valoriza a poesia singular de Torquato Neto. O couvert artístico é 25 reais.

Torquato Neto no filme “Nosferatu do Brasil”, de 1971. (Reprodução)

Na próxima semana, dia 14 de dezembro, tem Piano Solo+ com o carioca Fernando Moura. Entre seus parceiros musicais, Carlos Malta, Armandinho, Abel Silva, Marcos Suzano. Moura gravou e acompanhou artistas nacionais e internacionais, como Chuck Berry, George Martin, Marisa Monte, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Zé Ramalho, Lenine, Simone, Eduardo Dusek, Ana Carolina, Zélia Duncan, Elza Soares, Francis Hime, Chico César e Miyazawa Kazufumi, com quem trabalha no Japão desde 1998 em diferentes projetos.

Há mais de 30 anos, escreve trilhas para cinema, televisão, rádio e teatro. A partir de sonoridades e harmonias, possibilidades ilimitadas criam e expandem o conceito de performance nesse espetáculo, que envolve, convida o espectador a fazer seu “filme” a partir das trilhas que vão se formando na apresentação. O show estreou em outubro no Spectrum Brooklyn em New York. A noite contará com a participação do parceiro e amigo, o guitarrista Luiz Waack, em três músicas. O couvert é 20 reais.

O músico Fernando Moura. (Foto: Reprodução)

Casa Viva Piracaia

Serviço

Funcionamento: de quinta a sábado a partir das 19h

Reservas e informações: 11 97292-7641 (WhatsApp/Vivo)

E-mail: [email protected]

Página do Facebook: casavivapiracaia

Instagram: @casaviva.piracaia

Informações à Imprensa: Ana Laura Mosquera, Ass. Casa Viva Piracaia

Deixe uma resposta