Na sessão ocorrida em 10 de julho, a Câmara de Atibaia aprovou o projeto de lei que dispõe sobre a proibição de fogos de artifício com estampido em áreas públicas de Atibaia.

Segundo o documento, “fica proibido, seja em áreas públicas fechadas ou abertas, queimar, soltar ou manusear fogos de artifício que causem poluição sonora, como estouro, estampidos, bombas, baterias, morteiros, foguetes, busca-pés, entre outros, em todo o município”.

Foto: Reprodução

O descumprimento da lei acarretará ao infrator apreensão do material e multa de até 500 UVRM. Os estabelecimentos que comercializam estes produtos deverão afixar cópia desta lei em local visível para o conhecimento dos consumidores, sob risco de pena de multa de mesmo valor. Estarão autorizados a exercer a fiscalização e a aplicação das sanções as secretarias de Meio Ambiente e de Mobilidade Urbana, o Procon, a Guarda Municipal, a Polícia Militar ou algum outro órgão determinado pela Prefeitura.

A queima de fogos de artifício causa traumas irreversíveis aos animais, especialmente aqueles dotados de sensibilidade auditiva. Em alguns casos, os cães debatem-se presos às coleiras até a morte por asfixia. Os gatos sofrem severas alterações cardíacas com as explosões e os pássaros têm a saúde muito afetada. Além dos riscos aos animais, estes artefatos podem causar também graves danos às pessoas que os manipulam.

Foto: Reprodução

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT, nos últimos vinte anos, foram registrados 122 óbitos por acidentes com fogos de artifício, sendo 23,8% dos acidentados menores de dezoito anos.

Informações à Imprensa: Câmara da Estância de Atibaia

Deixe uma resposta