No mês de junho, a programação do Edith Cultura volta as atenções para a visibilidade feminina, com o tema “Mulheres em Cena”. A mostra começa no domingo , dia 02, no Cine Garagem, com a projeção de “Pergunte Meu Nome” e “Roupa de Baixo”. Continua no dia 11 com a aula aberta “Mulheres na Pintura”, e, no dia 16, acontece a exibição do curta “Corpo Manifesto”, seguido pela peça “Pagu, Anjo Incorruptível”. O título “Precisamos Falar do Assédio” encerra a mostra no dia 30.

Imagem: Divulgação

“Foi uma escolha política”, afirma Daniela Verde, curadora do mês. Segundo ela, no momento em que vivemos é, mais do que nunca, fundamental se discutir sobre o papel ocupado pela mulher na sociedade, pois temos visto muitos retrocessos nos últimos anos. “É sempre bom reavivar conversas”, diz ela.

“Pergunte Meu Nome”, da diretora Alice Besen, e “Roupa de Baixo”, de Lara Dezan, tratam da temática transexual. O primeiro conta a história de Tati Campobelo, ativista e mulher trans, enquanto o segundo fala da vida de uma transexual da terceira idade que vive em uma cidade do interior. Depois da sessão, as atrizes Leona Jhovs e Tati Campobelo estarão presentes, propondo um bate-papo com o público.

Imagem: Divulgação

Uma novidade este mês é a visita que a programação da Garaginha do Edith faz ao Espaço Cultural Entrando em Cena, parceiro do dia 16 para a exibição do curta “Corpo Manifesto”, de Carol Araujo. No título, a história e a tradição do feminismo são abordadas em meio a entrevistas de pensadoras e militantes da causa. Na sequência,  a atriz Lilian de Lima protagoniza o espetáculo teatral “Pagu, Anjo Incorruptível”. Ela interpreta Patrícia Galvão, a Pagu, importante escritora do movimento modernista.

Para encerrar o mês, o filme “Precisamos Falar do Assédio” reúne depoimentos de mulheres sobre casos de assédio sofridos por elas. Após a sessão, quem propõe o bate-papo é Paula Saccheta, diretora do filme, e Fabíola Sucasas, promotora de justiça do Ministério Público de São Paulo.

As artes plásticas ganham espaço na mostra com a aula aberta “Mulheres na Pintura”, ministrada pelo professor Mathias Abreu de Lima Filho. A ideia é falar do protagonismo feminino neste universo tão marcado pela presença masculina.

Imagem: Divulgação

Festival do Minuto, Música e Leis de Incentivo

Além da programação voltada para a temática feminista, no dia 06, o cineclube do Edith exibe mostra do Festival do Minuto, seleção de imagens em movimento com duração máxima de 60 segundos,  produzidas por diretores amadores e profissionais..

No dia 19 será realizada mais uma edição de “Long Play, Sofá e Som”, projeto em que a Garaginha recebe um convidado especial que propõe um bate-papo sobre discos que marcaram a sua vida, uma conversa descontraída sobre música. Desta vez, quem comanda a conversa é a banda Leptospirose.

No dia 24, a produtora cultural Daniela Verde conduz um grupo de estudos sobre Leis de Incentivo à Cultura. O objetivo é entender como funciona esse importante mecanismo de financiamento aos movimentos artísticos. As inscrições podem ser feitas na página do Facebook do Edith Cultura, por mensagem. Vagas limitadas, por ordem de inscrição.

Foto: Reprodução

Serviço

Todas as programações acontecem às 19h30 e são gratuitas, com exceção da aula aberta “Mulheres na Pintura” (R$ 20) e do grupo de estudos “Leis de Incentivo à Cultura” (R$ 10), mas o espaço está sempre aberto a contribuições voluntárias. A Garaginha do Edith Cultura fica na Rua Cel. João Leme, 229, Centro. O Espaço Cultural Entrando em Cena fica na Av. dos Imigrantes, 3334, Lavapés.

Serviço

02/06, domingo – Cineclube: Curtas “Pergunte Meu Nome” e “Roupa de Baixo”, seguidos de bate-papo

06/06, quinta – Cineclube: Festival do Minuto

11/06, terça – Aula Aberta: As Mulheres na Pintura

16/06, domingo – Cineclube: Corpo Manifesto e Teatro: Pagu, anjo incorruptível

19/06, quarta – Long Play, Sofá e Som: Leptospirose

24/06, segunda – Leis de Incentivo à Cultura

30/06, domingo – Cineclube: Precisamos Falar do Assédio

Texto de: Shel Almeida, Jornalista e Ass. Imprensa

Deixe uma resposta