O aguardado filme em live-action “Turma da Mônica: Laços”, que chega aos cinemas brasileiros em 27 de junho de 2019, apresentará ao público as diversas aventuras dos famosos personagens que conquistaram milhões de pessoas ao longo das décadas. O longa conta com a presença de uma atriz mirim de Bragança Paulista para integrar o elenco.

O filme acompanhará as aventuras dos personagens em busca de Floquinho, cachorro de Cebolinha. O elenco principal é composto por Kevin Vechiatto (11 anos/Guarulhos) como Cebolinha, Laura Rauseo (9 anos/Bragança Paulista) como Magali, Gabriel Moreira (9 anos/Rio de Janeiro)como Cascão e Giulia Benitte (9 anos/São Paulo) como Mônica. Monica Iozzi interpreta Dona Luísa e Paulo Vilhena vive o Seu Cebola. O filme, que adapta a graphic novel dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, mostrará as aventuras da turma para encontrar Floquinho, o cachorro do Cebolinha.

O projeto foi anunciado na CCXP: Comic Con Experience 2016 e é resultado de uma parceria entre a Mauricio de Sousa Produções e a produtora Quintal Digital. A estreia está marcada para 27 de junho de 2019.

Foto: Reprodução

Seleção para o Filme

As crianças do elenco foram escolhidas após um trabalho de seis meses de pesquisa e avaliação que envolveu uma equipe com aproximadamente 20 pessoas das produtoras. A seleção começou com o cadastro de crianças entre 8 e 12 anos na plataforma oficial do filme www.turmadamonicaofilme.com.br, que recebeu mais de 7,5 mil inscrições em apenas 15 dias. Foram realizados quase dois mil testes presencias em dez cidades brasileiras de quatro estados, que resultaram em 87 nomes para seleção do diretor.

“Reduzimos a peneira para 15 nomes e realizamos um workshop com preparador de elenco infantil e com Daniel Rezende. Depois do workshop, ficaram selecionadas 11 crianças, chamadas para mais testes presenciais com diretor. Finalmente, separamos oito finalistas, duas para cada personagem, que foram apresentadas para avaliação final, com a equipe criativa das produtoras e com a presença da equipe da Maurício de Sousa Produções”, explica Cao Quintas, sócio da Latina Estudio e um dos produtores do filme.

O principal critério para a seleção levou em conta a similaridade entre as personalidades dos personagens nos quadrinhos com as características dos candidatos. “Nós não queremos, e nem conseguiríamos, moldar a espontaneidade dessas crianças àquilo que já existe na ficção. Por isso buscamos o que há de mais próximo entre o mundo real e a criação do Mauricio e estamos muito empolgados com os escolhidos”, explica Daniel Rezende, diretor do longametragem Laços.

Com informações de: jornalmaisbraganca.com.br

Deixe uma resposta