Falar na história de Atibaia sob a crença de sua fundação atrelada à briga entre as famílias Pires e Camargos, nos leva, necessariamente, a uma viagem no tempo, remontando cenas e datas remotas que marcaram a Vila de São Paulo em meados do século XVII.

A expulsão dos jesuítas do Colégio São Paulo, em 1640, foi o início de uma disputa de poder, manchada de ódio e sangue, entre membros dos Pires e Camargos. Os primeiros, defensores dos jesuítas; os outros, conhecidos (e temidos) como os “caçadores de bugres” – prática comum na época que consistia na captura de índios para a escravização.

Um ano depois, o líder do partido dos Pires, Pedro Taques, é assassinado por Fernão de Camargo, seu rival, que tem como irmão Jerônimo de Camargo.

Ocupando o cargo de Juiz Ordinário em São Paulo, em 1652, como integrante de uma câmara dominada pela família, Jerônimo é acusado de fraude nas eleições. É apresentado um recurso ao Ouvidor Geral, expondo a denúncia. Neste mesmo ano, Leonor de Camargo Cabral, esposa de Jerônimo, é assassinada por Alberto Pires. Segundo os estudiosos, Pires tinha como objetivo vingar a morte de Pedro Taques.

E foi a partir daí que as vindas de Jerônimo de Camargo para Atibaia foram registradas com significativa frequência nas atas da Vila de São Paulo. No ano seguinte à morte de sua esposa e ao saber da chegada do ouvidor geral da repartição sul, João Velho de Azevedo, que viaja com a intenção de estabilizar o quadro político da vila, Jerônimo “ausenta-se para lugar ignorado, levando consigo as chaves do Paço”.

12

Na ausência do então ouvidor, convoca-se, entre arrombamentos das portas do Paço Municipal, novas eleições. Vencem os Pires, retornam os jesuítas ao Colégio São Paulo.

Desde então, até os anos de 1660, o bandeirante “faz várias entradas pelos sertões atibaianos”, acompanhado pelo outro irmão, Marcelino de Camargo. Nas margens do rio Atubaia é instalada a fazenda dos Pires e construída a capela dedicada ao padroeiro da cidade, São João Batista. 1654. Nasce Atibaia.

Reprodução: Prefeitura de Atibaia.