O Curso de Formação Política, promovido pela Escola Legislativa de Atibaia (ELA) em parceria com a UNIFAAT, teve início no dia 11 de outubro e continuou em 18 de outubro, com excelente público, no plenário da Câmara Municipal de Atibaia.

As aulas às quintas-feiras são gratuitas, a cargo do professor Dr. Orivaldo Leme Biaggi. A terceira e a quarta aulas/palestras serão sobre Instituições Políticas Brasileiras (01/11); e Formação do Estado Brasileiro (08/11), das 16h às 18h.

Imagem: Reprodução

O primeiro evento foi aberto oficialmente pela presidente da Câmara Roberta Barsotti, que fez um histórico sobre as atividades da Escola Legislativa e estimulou a comunidade a apresentar assuntos de interesse para futuras palestras.

“É uma alegria muito grande oferecer este curso. Retomamos o projeto da Escola Legislativa e, para isso, contamos com a ajuda do dr. Tony Riva. Mesmo sem dispor de recursos específicos, fomos conhecer a experiência de duas Câmaras e realizamos aqui o Simpósio do Direito Eleitoral, palestra do Maio Amarelo, diversidade, primeiros socorros, abordagem às tentativas de suicídio, Caminhada Passos que Salvam, desenvolvimento pessoal e dependência química. E todos os eventos com sucesso! Temos observado que a população se sente motivada a sugerir temas. Quero agradecer à UNIFAAT e, especialmente, ao professor Orivaldo por sua contribuição voluntária, compartilhando aqui o seu grande conhecimento. E lembro que é objetivo da Câmara incentivar a consciência sobre a participação política, sem partidarismo”, afirmou a presidente Roberta.

Foto: Reprodução

Primeira palestra

O palestrante Orivaldo Biaggi, graduado em Direito e PHD em História, agradeceu o convite da Câmara e disse que o tema – Formação Política – é vital para todos. “O clima político no momento está um pouco tenso, com saídas violentas, não apenas no Brasil. Aqui, falaremos em termos gerais, sobre o funcionamento do Estado, a política como diálogo e fundamento do poder máximo. Estamos em sociedade. Tudo o que fazemos é social: pega um elo aqui e acolá. Cada indivíduo tem a sua responsabilidade e aquilo que fizer atinge a coletividade. Somos políticos mesmo, como Aristóteles afirmou. Não somos neutros. Todos nós temos intenção, pré-conceitos, que podem se tornar preconceitos. Temos capacidade de criação. A política é uma invenção humana, para que as diferenças possam ser trabalhadas”.

Segunda palestra

Na segunda palestra do Curso de Formação Política, o professor Orivaldo iniciou seu eixo de raciocínio na Grécia Antiga e chegou aos Estados modernos. A palavra “política” nasce na cultura grega, derivando de “politiké” (política em geral) e “politikós” (dos cidadãos). Por extensão, passa a ser a atividade de governo, refletindo a sociedade, comunidade, coletividade e outras definições referentes à vida urbana.

  Essa ideia também está no conceito de “pólis”, as cidades-Estados da Grécia que eram centros políticos. A pólis era uma organização social constituída por cidadãos livres que discutiam e elaboravam as leis relativas à cidade e foi favorecida pela intensificação da vida política.

Informações à Imprensa: Câmara Municipal de Atibaia

Deixe uma resposta